dez 15 2017

CREDEQ realiza semana comemorativa ao Final de Ano

O Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), realiza, entre os dias 18 e 23 de dezembro, uma semana com atividades voltadas para a celebração tanto do Natal, quanto do Ano Novo.

Entre as ações estão apresentações musicais, celebrações religiosas, almoço, dia da beleza e a tradicional entrega de presentes aos filhos de pacientes. A iniciativa esta a cargo da Diretoria Administrativa Financeira, cujo titular, Francisco de Assis Queiroz, explica que as festividades têm por objetivo aproximar os colaboradores da unidade e reverberar o espírito natalino.

Programação:

 

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/credeq-realiza-semana-comemorativa-ao-final-de-ano/

dez 06 2017

CREDEQ participa do simpósio que discutirá relação entre pública e privada

O Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), participa do 1º Simpósio Nacional de Gestão Pública e Privada discutirá a associação entre entidades do Terceiro Setor e a administração pública. A unidade será representada por seu diretor técnico, psiquiatra Tiago Oliveira, e o seu assessor jurídico, advogado Leonardo Ornelas. O evento, que acontece nesta quinta-feira (7/12), entre 8 e 18h30, no auditório da Reitoria da PUC/GO  (Praça Universitária), é organizado pela Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas da PUC Goiás e a Secretaria Estadual da Saúde de Goiás.

No acontecimento irá se abordar o tema A relação público/privada no mundo contemporâneo: organizações sociais, avanços e desafios para uma gestão, de alta performance, da saúde e educação. O simpósio é destinado a gestores, profissionais da saúde e educação pública e privada, empresários, administradores, secretários da Saúde e da Educação e demais interessados em gestão pública e privada nestas áreas.

O objetivo do evento, de acordo com o presidente da comissão organizadora, Renato Gomes, é discutir sobre os avanços e desafios na gestão das unidades de saúde e educação na rede própria do Estado de Goiás, através dos contratos de gestão com organizações sociais, bem como o impacto deste modelo tanto na qualidade e segurança do paciente, como o efeito na gestão do custo.

“O país passa por um momento histórico de transformação nas relações no ambiente público e privado, cabendo debates sobre tendências nos modelos de gestão, tanto na área pública quanto na privada. a ideia de construir o Simpósio é para reunirmos, anualmente, profissionais das mais diversas áreas, para consolidação de novos modelos e formas para uma gestão com excelência”, esclarece Renato Gomes.

Na ocasião haverá uma homenagem (in memorian) ao professor Nion Albernaz, ex-prefeito de Goiânia, pela excelência na gestão e prestação de serviços nas unidades de saúde do estado de Goiás. Mesas-redondas pautam a programação do evento: a gestão pública hoje; contratos de gestão; gestão de alta performance e segurança do paciente serão os principais temas abordados por pesquisadores  que são referência no assunto.

A organização revela que os gastos com a saúde no Brasil poderão atingir entre 20% e 25% do PIB em 2030, de atuais 9%. Atualmente, o Brasil possui 273.586 estabelecimentos de saúde cadastrados, dos quais 6.642 são hospitais e que somam 496.038 leitos. Ressalta-se, ainda, que cerca de 2,6 milhões de profissionais atuam no setor da saúde. Apesar da logística e do corpo profissional evidenciarem números grandiosos, em um país que está inserido no rol das sete maiores economias global, o Brasil gasta pouco em saúde, quando comparado a outros países.

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/credeq-participa-de-simposio-em-que-sera-discutida-relacao-publica-e-privada/

dez 06 2017

CREDEQ na CBN Goiânia

O diretor técnico do Centro Estadual de Reabilitação e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia – CREDEQ – Prof. Jamil Issy, Tiago Oliveira, concedeu entrevista à Rádio CBN, na qual falou sobre o novo perfil da unidade, que está internando somente adultos desde o último dia 1º de dezembro. A entrevista foi concedida à jornalista Nathália Lima, durante o CBN Total, na tarde da última terça-feira (5), às 15h20. A matéria pode ser ouvida pelo link abaixo.

https://www.cbngoiania.com.br/programas/cbn-goiania/cbn-goi%C3%A2nia-1.213644/credeq-em-aparecida-de-goi%C3%A2nia-passa-por-mudan%C3%A7as-nos-atendimentos-1.1410863 

 

 

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/credeq-na-cbn-goiania/

dez 05 2017

CREDEQ passa a internar só mulheres e homens adultos

O Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química de Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy) passa a internar somente mulheres e homens adultos. Durante os últimos cinco meses, entre junho e novembro, a única unidade pública de saúde em Goiás a atender casos graves de dependência química atendeu, também, à população infantojuvenil do estado, para a qual destinava 36 vagas (24 masculina e 12 feminina).

A alteração no perfil está valendo desde o último dia 1º de dezembro e se deve a baixa demanda de casos infantojuvenis. Por outro lado, o acompanhamento monitorado pelo CREDEQ – Prof. Jamil Issy revelou que a maior procura é pelo público masculino adulto. O diretor técnico da unidade de saúde, psiquiatra Tiago Oliveira, adianta que o público continuará sendo acolhido, tratado e acompanhado pela estrutura CREDEQ, mas no ambiente ambulatorial, onde os profissionais e a estrutura logísticas estão adaptadas as suas peculiaridades.

Diante dessa realidade, a unidade conseguiu que a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) autorizasse o fim das internações infantojuveis, cujos casos serão atendidos e acompanhados pelo Ambulatório InfantoJuvenil, cujos profissionais e estrutura logísticas estão adaptados às peculiaridades da faixa etária. Diante do quadro, das 96 vagas na seara hospitalar do CREDEQ – Prof. Jamil Issy 72 estão destinadas aos pacientes masculinos e 24 para as mulheres.

De acordo com a superintendente do Controle, Avaliação e Monitoramento das Organizações Sociais da SES/GO, Maria Christina Reis, o ineditismo do conceito CREDEQ, que não tem similaridade nacional, contemporiza ajustes e reavaliações. Principalmente ao se considerar que a saúde é dinâmica e está sediada nos comportamentos, nas sazonalidades epidemiológicas e em fatores externos à governabilidade da pasta.

O CREDEQ – Prof. Jamil Issy foi inaugurado em 23 de junho de 2016, ofertando 30 vagas para homens adultos. A partir do dia 30 de janeiro do ano seguinte, a unidade foi autorizada pela SES-GO a iniciar o atendimento ambulatorial. No dia 17 de março, o público feminino passou a ser acolhido. No dia 1º de junho, o Núcleo Infantojuvenil iniciou atendimentos.

Atualmente, das 96 vagas hospitalares, 93 estão ocupadas, sendo 81 com homens e 12 com mulheres. Durante o atendimento aos público infantojuvenil, o CREDEQ – Prof. Jamil Issy acolheu e tratou, em âmbito de desintoxicação e Unidade de Tratamento Residencial (UTR’s) 57 adolescentes.

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/credeq-passa-a-internar-so-mulheres-e-homens-adultos/

nov 16 2017

CREDEQ fala sobre dependência química à Rádio 730 AM

Dependência química pode gerar problemas sociais, mas em sua essência ela é uma doença crônica, progressiva e letal, quando não tratada. Este cenário foi discutido na segunda-feira (13/11), no estúdio da Rádio 730 AM, pelo psiquiatra do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), Alexandre Augusto de Castro Peleja.

 

 

A dependência química é um problema de saúde pública que afeta milhares de brasileiros. A doença apresenta características que a distingue de outros transtornos mentais.  Por isso, o tratamento de dependência química, demanda um programa específico. CREDEQ – Prof. Jamil Issy realiza esse trabalho em Goiás. O assunto foi discutido durante uma hora no quadro Saúde, do Programa Cidadania em Destaque, comandado pela jornalista Cecília Barcelos. “A dependência química é principalmente um problema de saúde, e ela deve ser tratada como tal. Se a olharmos apenas como problema social, o tratamento fica incompleto. É preciso ter abordagem com médico, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional e educador físico”, argumenta o médico Peleja. 

Alcoolismo

O álcool é a mais letal de todas as drogas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 3 milhões de pessoas em todo o planeta morrem por uso de bebidas alcoólicas. Alexandre Peleja afirma que um dos piores momentos da vida de um dependente químico nestes casos é quando resolve parar de beber.

“Ele pode inclusive morrer. A abstinência do álcool é uma das mais graves, e só perde para a heroína. No Credeq, por exemplo, temos a unidade de intoxicação. O paciente chega da rua, e estava consumindo álcool. Ele fica de uma a duas semanas nesta unidade sendo monitorado 24 horas por dia para evitar a síndrome da abstinência que pode gerar uma crise convulsiva, entrar em coma e resulta em morte”, ressalta.

O especialista reforça ainda que antes de tomar a decisão de deixar de beber, é preciso procurar ajuda médica, evitando assim um problema maior.

Tabagismo

Outro vício por droga lícita que afeta milhões de pessoas em todo o mundo é o uso do cigarro. Ruim para quem fuma, tão pior para quem está próximo. Alexandre Peleja salienta que fumantes tem potencializados problemas de saúde por causa do fumo.

“Apesar de ser socialmente aceito. No mundo, está diminuindo o uso, as pessoas estão parando de fumar. No entanto, traz todas as consequências no corpo como câncer de bexiga, de pulmão. Do ponto de vista psiquiátrico, é uma comorbidade psiquiátrica e piora vários outros transtornos. Se a pessoa tem depressão ou ansiedade, e continua fumando, isso piora a qualidade de vida mental e física dela”, avalia.

Tratamento

Após a internação, que dura em média duas semanas, outros processos auxiliam na recuperação do dependente químico, como descreve o especialista.

“Principalmente na prevenção da recaída, para o paciente poder se habilitar e perceber como funcionam os sintomas, a fissura ou vontade intensa, e para que ele possa se programar. Outro aspecto é que o paciente perde a capacidade laborativa, vai parando de trabalhar, e então focamos para que ele desenvolva essas habilidades”, destaca.

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/credeq-fala-sobre-dependencia-quimica-a-radio-730-am/

nov 10 2017

Decoração natalina é inaugurada no CREDEQ

Na manhã desta sexta-feira (10), aconteceu a inauguração da decoração natalina do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy). Neste ano de 2017, a ornamentação tem por tema “Preservando o Espírito de Natal e o Acolhimento”, por conta das características do espaço de saúde, que é referência em atender e receber pacientes com dependência química em estágio severo.

A cerimônia foi marcada pela apresentação musical, capitaneada no vocal pelo educador físico Olímpio Teodoro Rosa Junior, que esteve acompanhado por Flávio Batista Emanuel (cajon) e Joel Martins (percursão e voz). Durante o evento, os diretores Francisco Queiroz​ (Administrativo e Financeiro) e Cleison Rodrigues (Geral) salientaram a importância do período que antecede o Dia 25 (Natal, para os cristãos, que celebram o nascimento de Jesus Cristo), afirmando que o momento é de expressar o sentimento da partilha e do acolhimento. Queiroz agradeceu a dedicação e a generosidade dos colaboradores envolvidos na materialização do enfeitamento natalino da unidade de saúde, salientando que aconteceu uma transformação do simples em sublime. Ele agradeceu em especial a assistência do Planejamento, Alline Vieira, pela idealização e execução do projeto, além do apoio dispensado pelos também colaboradores Daianny Batista, Alline Rosa e Elisandro de Jesus.

Rodrigues, por sua vez, pontuou que os ornamentos revelavam o capricho do despojamento, da dedicação e da singeleza. “A primeira coisa que vem ao meu coração é o luxo da simplicidade, que revelam como temos administrado os bens de Deus”, discursou, salientando que “ao se transformar materiais simples em ornamentos significativos e primorosos” se era possível perceber a boa gestão dos dons divinos.

O diretor geral, também, assinalou a importância em se inaugurar a decoração natalina, pois para os cristãos (todos que professam a fé nos ensinamentos de Jesus de Nazaré) se é oficializado o momento do Advento, ou seja, o período de preparação para a noite de Natal, quando se rememora em fé o nascimento de Cristo. Este ano, o ponto focal da decoração é a Árvore de Natal, que tem dois metros de altura e estará posicionada no hall de entrada do CREDEQ – Prof. Jamil Issy, junto a escadaria que dá acesso ao setor administrativo. A árvore é um dos maiores símbolos do Natal, personificando vida, nascimento, crescimento e união.

Árvore de Natal cheia de bolas e outros enfeites representa os frutos do que desejamos e prosperidade. Este ano e em seu centro estará montado um presépio. Vermelho e dourado serão as cores oficiais. Para montar os enfeites na fachada da sede da unidade, o grupo de execução do designer natalino contou com o apoio voluntário de colaboradores da manutenção.

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/decoracao-natalina-sera-inaugurada-no-credeq-2/

nov 09 2017

Decoração natalina será inaugurada no CREDEQ  

O Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), promove, no início da manhã desta sexta-feira (10), a inauguração da tradicional decoração natalina da unidade. Neste ano, a ornamentação tem como tema “Preservando o Espírito de Natal e o Acolhimento”, por conta das características do espaço de saúde, que é referência em atender e receber pacientes com dependência química em estágio severo.

Árvore do Natal de 2016 no CREDEQ – Prof. Jamil Issy

Aproximadamente 200 profissionais do CREDEQ – Prof. Jamil Issy devem participar da celebração. De acordo com a responsável por coordenador o grupo de execução do designer natalino, a assistente de Planejamento Alline Vieira, o objetivo do enfeitamento é atenuar o clima de ansiedade e despertar emoções da aceitação, do respeito e da brandura entre os frequentadores da unidade.

“A gente espera muito a festa do Natal. Chegamos a ficar ansiosos, porque muda todo o clima entre as pessoas. As pessoas tendem a ficar mais contente, tranquila e esperançosa”, argumenta a assessora de Planejamento, Daianny Batista, que, foi instada pelo titular Diretoria Administrativa e Financeira, Francisco Queiroz, e está sendo apoiada operacionalmente pelo encarregado da Hotelaria Elisandro Santos e a responsável pelo Departamento do Transporte Aline Rosa.

“Considero relevante e determinante o período natalino, como uma chance a nos abrirmos à paz e ao amor ao próximo, nos preparando, assim, para a noite do Natal, em que celebramos anualmente o nascimento de Jesus Cristo. Entendemos a decoração como momento inaugural e pertinente ao afloramento das virtudes coletivas”, pondera Queiroz.

Este ano, o ponto focal da decoração será a Árvore de Natal, que terá dois metros de altura e estará posicionada no hall de entrada do CREDEQ – Prof. Jamil Issy, junto a escadaria que dá acesso ao setor administrativo. A árvore é um dos maiores símbolos do Natal, personificando vida, nascimento, crescimento e união.

Árvore de Natal cheia de bolas e outros enfeites representa os frutos do que desejamos e prosperidade. Este ano e em seu centro estará montado um presépio. Vermelho e dourado serão as cores oficiais. Para montar os enfeites na fachada da sede da unidade, o grupo de execução do designer natalino contou com o apoio voluntário de colaboradores da manutenção.

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/decoracao-natalina-sera-inaugurada-no-credeq/

out 25 2017

Psiquiatra do CREDEQ fala sobre o álcool aos ouvintes da CBN  

Conforme dados do Ministério da Saúde, a dependência do álcool, que é considerada, apesar de lícita, a droga mais popular, atingindo 12% dos adultos brasileiros e responde por 90% das mortes associadas ao uso de outras drogas. Além do mal que faz à saúde, o alcoolismo prejudica a vida social e familiar da pessoa. Para falar sobre esse cenário e discutir o tema, a psiquiatra Luiza Ninon Severo, participou do quadro Guia de Saúde, da Rádio CNB, na manhã do último dia 21, sábado. A médica integra o quadro clínico do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CIPA/CREDEQ – Prof. Jamil Issy). Aliás o tema vício do álcool e os prejuízos causados pela droga aos familiares do dependente foi sugerido por uma ouvinte da emissora.

O programa é apresentado pelo jornalista Luiz Geraldo. Durante a entrevista, a psiquiatra do CREDEQ – Prof. Jamil Issy deixa claro que o alcoolismo pode ser totalmente controlado, explicando que é consenso na comunidade científica que qualquer tipo de dependência química é uma doença grave do cérebro, crônica e rescidivante. Ou seja, as recaídas fazem parte do curso natural do transtorno.

Entretanto, dependendo da motivação do paciente e da rede de suporte conectado pelo paciente (familiar, social, econômico, espiritual, lazer, sistema da saúde e profissionais médico e multiprofissionais), as chances, de acordo Luiza Ninon, são de que o dependente se torne um abstêmio permanente e absoluto.

Os adultos brasileiros bebem, em média, 8,7 litros de álcool puro por ano – quantidade que já foi maior, mas continua sendo uma das mais altas nas Américas e supera a média mundial, conforme recente informe da OMS. De acordo com a medição, baseada em dados compilados entre 2008 e 2010, o país tem a nona maior média de consumo alcóolico, entre 35 países pesquisados no continente.

Nos três anos anteriores, os adultos brasileiros consumiam 9,8 litros de álcool puro, terceira maior média do continente. Estudos revelam que há uma cultura de consumo de álcool instalada na América Latina, criando um importante problema de saúde pública regional. Na América Latina e no Caribe, as pessoas consomem em média 8,4 litros de álcool puro por ano, 2,2 litros a mais do que a média mundial.

A consequência é que, em 2012, houve uma morte a cada 100 segundos em decorrência do álcool – 80 mil mortes poderiam ter sido evitadas naquele ano caso o consumo de álcool não tivesse ocorrido. O relatório da OMS cita outro estudo que identifica o álcool como a maior causa de mortes entre jovens brasileiros entre 15 e 19 anos. E ainda que o Brasil tenha repetidamente imposto leis para baixar o limite legal de teor alcóolico no sangue e aumentar as penas para quem bebe e dirige, esses esforços não têm tido efeitos duradouros na segurança viária.

Ouça toda a entrevista, que pode ser acessada pelo link: https://www.cbngoiania.com.br/cmlink/cbngoiania/colunas/guia_saude/GuiaSaude.col

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/psiquiatra-do-credeq-fala-sobre-o-alcool-aos-ouvintes-da-cbn/

out 24 2017

Empossada nova diretoria da CIPA/CREDEQ

A nova diretoria da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CIPA/CREDEQ – Prof. Jamil Issy), tomou posse nesta terça-feira (24), às 10h30, na Sala da Terapia Ocupacional 3, no Ambulatório Adulto. A sessão foi presidida pelo técnico em Segurança do Trabalho do CREDEQ – Prof. Jamil Issy, Humberto Pereira Amorim Junior.

Presidente da Cipa/CREDEQ – Fabiano Oliveira

Vice-Presidente da Cipa/CREDEQ – Adriana Coelho

A executiva da Comissão será ocupada pelo farmacêutico Fabiano Oliveira Duarte (presidente), a enfermeira Adriana Carla Coelho (vice-presidente), o secretário-geral Luis  Miguel Júnior (secretário titular) e assessora de planejamento Daianny Batista Dias (secretária suplente). A primeira reunião deve acontecer na primeira semana de novembro. A gestão empossada terá mandato de um ano, podendo ser reeleita, de acordo com a Norma Regulamentadora 5 (NR5).

O objetivo da CIPA é prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador. Cabe à CIPA investigar os acidentes e promover e divulgar o zelo pela observância das normas de segurança, bem como a promoção da Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT).

Secretário da Cipa/CREDEQ – Luis Miguel

Secretária Adjunta da Cipa/CREDEQ – Daianny Batista

As quatro vagas titulares da cota funcional serão ocupadas por quatro mulheres (Adriana Carla Coelho, Elis Marina Monteiro de Sousa, Stefania Siqueira Rosa e Ludimilla dos Santos Nunes). As outras quatro vagas serão ocupadas por indicados da diretoria (Fabiano Oliveira Duarte, Daianny Batista Dias, Cleydson Carlos de Lima e Carlos Henrique de A. Paranhos).

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/empossada-nova-diretoria-da-cipacredeq/

out 23 2017

Diretoria da CIPA/CREDEQ será empossada amanhã

A nova diretoria da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, do Centro de Referência e Excelência em Dependência Química, em Aparecida de Goiânia (CIPA/CREDEQ – Prof. Jamil Issy), toma posse nesta terça-feira (24), às 10h30, na Sala da Terapia Ocupacional 3, no Ambulatório Adulto.

As quatro vagas titulares da cota funcional serão ocupadas, na gestão 2017/2018, por quatro mulheres (Adriana Carla Coelho, Elis Marina Monteiro de Sousa, Stefania Siqueira Rosa e Ludimilla dos Santos Nunes), cujos votos no pleito, entre os dias 28 e 29 de setembro, somaram 50,5%. As outras quatro vagas serão ocupadas por indicados da diretoria (Fabiano Oliveira Duarte, Daianny Batista Dias, Cleydson Carlos de Lima e Carlos Henrique de A. Paranhos).

A presidência da Comissão será ocupada pelo farmacêutico Fabiano Oliveira, enquanto a vice, pela enfermeira Adriana Coelho. Durante toda a semana passada, entre os dias 16 e 20 outubro, de acordo com o técnico em Segurança do Trabalho do CREDEQ – Prof. Jamil Issy, Humberto Pereira Amorim Junior, os 16 componentes da Comissão, entre titulares e suplentes, eleitos e indicados (nomes representantes da diretoria), foram submetidos a um treinamento com carga horária de 20 horas.

O objetivo da CIPA é preservar a saúde e a integridade física dos trabalhadores e de todos os que interagem com o CREDEQ (aqueles que prestam serviço na unidade). Cabe à CIPA investigar os acidentes e promover e divulgar o zelo pela observância das normas de segurança, bem como a promoção da Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT).

Link permanente para este artigo: http://credeq-go.org.br/diretoria-da-cipacredeq-sera-empossada-amanha/

Load more