[breadcrumb]

O que é o CREDEQ – Prof. Jamil Issy?

É o Centro Estadual de Excelência e Referência em Dependência Química, unidade de Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy). É uma instituição médicas, públicas e gratuita, em Goiás, a realizar a reabilitação de Dependentes Químicos. A instituição é um hospital psiquiátrico, uma vez que a dependência química é resultante de transtorno mental, como qualquer outro problema psiquiátrico ou neurológico. A dependência é uma enfermidade crônica, progressivas e fatal. O CREDEQ – Prof. Jamil Issy foi inaugurado em 23 de junho de 2016, sendo que o primeiro paciente foi internado no dia 27 de junho. A instituição é uma unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES/GO).

 

O CREDEQ – Prof. Jamil Issy faz parte da rede estadual de saúde?

Sim. O Centro Estadual de Excelência e Referência em Dependência Química, unidade de Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), é uma unidade de saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES/GO), 100% voltada ao Sistema Único de Saúde (SUS), com gestão compartilhada com a Associação Brasileira Esperança e Vida (ABEVIDA), Organização Social em Saúde (OSS).

 

Como faço para realizar meu tratamento no CREDEQ – Prof. Jamil Issy?

Para acessar os serviços do CREDEQ – Prof. Jamil Issy, é preciso ir até uma unidade básica de saúde (Cais, Ciams, PSF, Unidade Básica de Saúde – UBS, Centro de Saúde da Família, UPA e Postos de Saúde) do município em que você mora, onde deverá solicitar, durante uma consulta médica, uma avaliação pela equipe médica e multiprofissional do CREDEQ – Prof. Jamil Issy. Para tanto, o médico irá solicitar o encaminhamento, o qual será conduzido pela Secretaria Municipal de Saúde do seu município. É a Central de Regulação de Vagas que vai agendar sua consulta avaliativa com o especialista no CREDEQ – Prof. Jamil Issy. Estando o seu diagnóstico de acordo com os serviços ofertados pelo CREDEQ – Prof. Jamil Issy será autorizado o seu tratamento pela instituição. Já as consultas ambulatoriais no CREDEQ – Prof. Jamil Issy são em sua totalidade voltadas para pacientes que fazem, ou fizeram, algum tratamento na unidade.

 

Quanto custa o tratamento no CREDEQ – Prof. Jamil Issy?

O CREDEQ – Prof. Jamil Issy é uma unidade totalmente pública e voltada exclusivamente ao (SUS) e não faz atendimentos por meio de plano de saúde ou de forma particular.

 

Qual é o perfil do atendimento hospitalar do CREDEQ – Prof. Jamil Issy?

O Centro Estadual de Excelência e Referência em Dependência Química, unidade de Aparecida de Goiânia (CREDEQ – Prof. Jamil Issy), é um Hospital de Assistência Psiquiátrica, especializado em alta complexidade para casos graves e severos da Dependência Químicas. A terapia está alicerçada no atendimento médico (psiquiatra e clínico geral), multiprofissional (enfermeiros, odontólogos, técnicos em enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, educadores físicos, nutricionistas, farmacêuticos e musicoterapeutas) e psicoeducacional (desenvolvimento de habilidades sociais, psicológicas e emocionais por meio de três programas – Mindfulness na Prevenção de Recaída, Treinamento de Habilidades Sociais/THS, Prevenção à Recaídas/PR, Grupo de Partilha/Roda de Conversa, Comunicação Não-Violenta/CNV). Em ambos tratamentos (internação ou ambulatorial), há necessidade do paciente ter acompanhamento psiquiátrico, psicológico, da terapia ocupacional e do serviço social. No programa terapêutico do CREDEQ as intervenções são múltiplas – ambulatorial, internação em leitos de saúde mental (desintoxicação) e leitos de acolhimento em modelo residencial (reabilitação psicossocial);

 

Quanto tempo dura o tratamento para dependentes químicos?

Teoricamente, o tratamento é para toda vida, pois a dependência química é uma doença crônica, progressiva e letal em não sendo tratada. A terapia contra a adicção no CREDEQ – Prof. Jamil Issy tem o foco no paciente e acontece a partir da atuação de multiprofissionais, médicos psiquiatras e terapias de apoio. Ele pode ser iniciado de duas maneiras: internação (terapia mais longa) e ambulatorial. No ambulatório, o paciente terá acesso, semanalmente, aos profissionais da Terapia Ocupacional, Psicologia e Assistência Social, bem como atendimentos com médicos psiquiatra e clínico. A internação tem uma duração média de 12 semanas. Ao ser internado, o paciente permanece uma semana em média na Detox (Desintoxicação) e as demais Unidade de Tratamento Residencial – UTR.

 

O que acontece na reabilitação de dependência?

Cada paciente, no CREDEQ – Prof. Jamil Issy, é único. Portanto, para ele é organizado um Programa Terapêutico Singular. A reabilitação geralmente envolve a combinação entre desintoxicação, terapia do uso individual e em grupo, educação para prevenção de recaídas e planejamento pós-tratamento antes da conclusão do programa, a fim de ajudar o paciente a manter a sobriedade a longo prazo. Desintoxicação – Durante o processo, o corpo se livra das influências das substâncias psicoativas. Embora a experiência de desintoxicação varie bastante de uma pessoa para outra, muitas síndromes de abstinência de substâncias podem ser desagradáveis, se não perigosas.  O tratamento adequado em um programa de desintoxicação medicamente supervisionado pode aliviar o desconforto e minimizar alguns dos riscos associados à retirada. Passada esta fase, o paciente vai para a UTR, onde (re) aprenderá a conviver socialmente, cuidar de si e do seu espaço e, o principal, a ser agente da sua vontade e vida. Terapia por Abuso de Substâncias – A reabilitação continua com várias intervenções terapêuticas comportamentais após a desintoxicação. Indivíduos em reabilitação participam de sessões de terapia em grupo e / ou individuais para reconhecer e abordar as causas subjacentes de seu vício.  Os programas de tratamento também educam os indivíduos sobre como identificar situações e gatilhos de alto risco e desenvolver habilidades de prevenção de recaídas para manter a sobriedade. Cuidados posteriores – À medida que uma pessoa progride com a recuperação e se aproxima do final de um programa de tratamento de reabilitação, em regime de internação, a equipe trabalha com o paciente para desenvolver um plano adequado de cuidados posteriores. Isso inclui alguma combinação de grupos de apoio, terapia contínua e condições de vida sóbrias. Ações que serão continuadas no Ambulatório.

 

Como faça par agendar o retorno da minha consulta ao CREDEQ – Prof. Jamil Issy?

As consultas de retorno do ambulatório são agendadas pelo médico e informadas ao paciente no momento ou da alta hospitalar, ou do final de uma consulta. Coso tenha dúvidas, poderá procurar atendimento pessoalmente na recepção do ambulatório, das 7 às 17 horas. Em preferindo, pode telefonar para a recepção ambulatorial, no número (62) 3952-5501.

 

Perdi minha consulta, como faço para remarca-la?

Você pode telefonar para a recepção ambulatorial, no número (62) 3952-5501, para justificar sua falta e solicitar um novo agendamento. Mas deve estar atento. Caso tenham se passado 60 dias da data marcada é preciso procurar novamente uma unidade de saúde da cidade, para solicitar, por meio da Regulação Estadual, uma consulta avaliativa.

 

Como solicito meu prontuário ou de algum familiar?

O prontuário é um documento sigiloso e personalíssimo, por isso somente o próprio paciente ou seu procurador (procuração pública ou com assinatura reconhecida por verdadeiro) podem ter acesso ao documento. O prazo para a disponibilização do prontuário é de até 10 (dez) dias úteis a contar da aprovação da Diretoria Técnica.

Os dados para a solicitação do prontuário são:

Nome completo do paciente:

Data de nascimento:

Nome da mãe:

Telefone (s) de contato:

Endereço completo:

Período de registro do prontuário: De …./ …../ ……. a …./ …../ …….

Documento do solicitante com foto (RG ou CNH)

Se o paciente for falecido, também deverão ser apresentados os seguintes documentos:

Declaração de Óbito;

Documentos que comprovem o parentesco de primeiro grau do solicitante com o paciente (pais, filhos, cônjuge, irmãos)

 

Sou estudante universitário e gostaria de fazer Residência / Estágio no CREDEQ – Prof. Jamil Issy. Como faço?

O aluno interessado Residências, ou estagiar, na instituição, deverá procurar a sua instituição de ensino e verificar se a mesma possui convênio com a Secretaria Estadual de Saúde (SES/GO). Havendo disponibilidade, o aluno será encaminhado pela SES/GO para o CREDEQ – Prof. Jamil Issy, que será acolhido ao Internato pela Coordenadoria de Ensino e Pesquisa. Ao final do estágio, ou da Residência, o CREDEQ – Prof. Jamil Issy fornecerá um certificado, que poderá ser apresentado à sua Instituição para validação.

 

Quero trabalhar no HGG, como envio meu currículo?

O CREDEQ – Prof. Jamil Issy é gerido pela Associação Brasileira Esperança e Vida (ABEVIDA). A contratação dos funcionários se dá pelo regime CLT (celetista) e os processos seletivos são divulgados no sítio eletrônico da Organização Social (www.idtech.org.br), na seção Trabalhe Conosco/Áreas Assistenciais. Os processos seletivos são realizados por Edital e contam com etapas distintas para cada cargo, mas geralmente consiste em Avaliação Curricular, Prova de Conhecimento Específico, Avaliação Psicológica e Dinâmica de Grupo e Entrevista por Competências. Caso queira deixar o seu currículo em nosso banco de dados, para ser contatado assim que for aberto um processo seletivo, envie-o para o endereço eletrônico contato@credeq-go.org.br.

 

Por que a pessoa usa drogas?

Porque, essa pessoa encontrou nas drogas um alívio para sua dor, e prazer para sua timidez. Por consequências se tornou viciada, não usando mais por prazer ou por alívio e sim por descontrole emocional, físico e mental.

 

A Dependência química tem cura?

A dependência química é uma doença incurável, progressiva e fatal. Ela não tem cura, mas possui tratamento e controle. E caso a pessoa não procure tratamento o uso de substâncias químicas se transforma em abuso, depois em hábito, até a instalação da dependência, tornando sua própria vida e a de todos à sua volta uma tragédia.

 

Quais as consequências na família e entre amigos?

Em alguns casos, as pessoas próximas não toleram esse comportamento, então o dependente tem que começar a mentir, agir com desonestidade, seduzir e manipular, mesmo que as pessoas envolvidas sejam muito queridas, como pais, cônjuges, familiares, amigos ou colegas de trabalho e assim por diante. Isso cria uma reação em cadeia, pois as pessoas queridas começam a se afastar dele. A rejeição sentida vai gerar uma profunda revolta, angústia, depressão, frustração e isso vai fazê-lo consumir mais drogas e se isolar cada vez mais.

 

O que se deve fazer para saber se a pessoa está usando drogas?

Indícios podem ser observados no comportamento, quando a pessoa se torna mais eufórica, ou com muita energia, ou dispersa, ou ainda com comportamento depressivo.  Do ponto de vista físico: pupilas dilatadas, ou muito contraídas, aceleração dos batimentos cardíacos, coordenação motora alterada, aumento ou diminuição do apetite, inquietação, ou alteração no sono, podem ser consequências do uso de drogas. Preste atenção em alguns objetos, como canudos, seringas, lâminas de barbear, espelhinhos. Estes são usados, geralmente, para o consumo de cocaína, por exemplo. Porém, é importante assinalar que o fato da pessoa apresentar um ou mais destes sintomas não significa necessariamente que está consumindo alguma droga, já que mudanças de comportamento ou alterações físicas podem ter as mais diferentes causas.

 

Porque uma pessoa que não tem problemas se torna usuária de drogas?

A dependência química é uma doença do corpo e do cérebro. As pessoas não fazem o uso e consumo de drogas pelo mesmo motivo, e ao contrário do que muita gente fala, os dependentes químicos não são iguais, portanto o fator que leva o depende A ao uso não é o mesmo que leva o dependente químico B. Muitos começam a usar drogas por curiosidade, por desejo de ter experiências fortes e emocionantes, para sentirem-se integrados com seu grupo de amigos ou por pressão destes. Também há aqueles que, por falta de opções ou por tédio, procuram as emoções que as drogas potencialmente poderiam trazer. Atualmente, sabe-se que os fatores que levam alguém a experimentar essas substâncias são muito variados, mas que tem origem em três fatores: um deles é a presença da droga, somada a disponibilidade e facilidade ao acesso. Aí se observa inclusive a aceitação da social e até as propagandas, no caso de bebidas e cigarro.

 

O que fazer quando descobrimos que um ente querido começou a usar drogas?

O primeiro passo é conversar com o usuário para descobrir qual o padrão de uso, como que drogas está usando, se usa com frequência, aos finais de semana, sozinho ou com amigos. O ideal é ter uma boa conversa, de preferência partindo de alguém que possua uma relação estreita e de confiança. Às vezes leva um tempo para que o usuário tenha uma mudança de atitude, mas esta é necessária para que encontre dentro de si motivação para procurar ajuda profissional para o tratamento de sua doença.

Quem é o culpado por alguém da família estar usando drogas?

Não existe um culpado. Nem o dependente e nem a família. Este sentimento de culpa, aliás, bloqueia o diálogo e impede o tratamento, fazendo com que a família e o paciente percam o foco e se agridam mutuamente. É preciso haver disposição para uma mudança de atitude, uma relação mais saudável por parte da família, contribuindo para a mudança de comportamento do paciente.

27 jul 2015



    DEPOIMENTOS


  • Endereço

    Avenida Tanner de Melo, S/N – quadra gleba 02, lote parte 02
    Fazenda Santo Antônio Aparecida de Goiânia – GO CEP: 74993-551