Palestra revela como prevenir o suicídio


Nesta quarta-feira, 15, a psicóloga do CREDEQ – Prof. Jamil Issy Ludmilla Xavier Peixoto vai falar sobre como se pode prevenir o suicídio. A exposição acontece às 10 horas, na Sala de Terapia Ocupacional, do Ambulatório Adulto. A preleção buscará sensibilizar e conscientizar colaboradores e terceirizados sobre a necessidade de se reconhecer os sinais de risco ao suicídio e o acesso ao auxílio psicossocial. Um estudo feito pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), aponta que, para cada suicídio, um grupo de até 20 pessoas é impactado diretamente.

Apesar dos mitos envolvendo o tema, a prevenção ao suicídio avança. Na década de 1980, um estudo nos EUA afirmava que essas mortes poderiam ocorrer por imitação. E esse trabalho reforçou a ideia de que não se deveria falar sobre o assunto. Passados 40 anos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) vai na direção contrária, dizendo que, sim, é necessário conversar sobre o suicídio.

Em termos de suicídio, o Brasil é o 8º país com maior número de casos. Estudos indicam que em dois anos, o volume aumentará em 50%. No Brasil, todos os dias cerca de 32 pessoas dão fim a própria vida. O número corresponde a uma morte a cada 45 minutos. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

A campanha Setembro Amarelo desembarcou no Brasil em 2014, em uma parceria entre a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o CVV. É a campanha que marca o mês dedicado à prevenção ao suicídio. Este ano de 2021, o tema é Agir salva vidas.

14 set 2021



    DEPOIMENTOS


  • Endereço

    Avenida Tanner de Melo, S/N – quadra gleba 02, lote parte 02
    Fazenda Santo Antônio Aparecida de Goiânia – GO CEP: 74993-551

     

     

     

  • Font Resize